Deutsch portugues

Um olhar no passado da Comunidade Católica de Língua Portuguesa de Sindelfingen

 

 

 

Começou-se a realizar a santa missa no Centro Português de Sindelfingen (fundado pelo Sr. P. Nemec) no inverno de 1975.

 

 

 

Pouco tempo depois, passou-se para uma sala ao lado da Igreja de Santa Maria em Goldberg.

Aos dezanove dias de setembro de 1976 realizou-se a primeira missa em português na igreja de St. Joseph, celebrada pelo Sr. P. Emil Truffer, antigo Superior Geral dos Missionários de La Sallet que, entretanto, viera para Sindelfingen para ajudar o pároco de St. Joseph, Sr. P. Stephan Uwyler de São José e assim, passou a prestar assistência religiosa e social aos portugueses. Esta incidia sobretudo no acolhimento e adaptação de esposas, filhos e outros familiares dos trabalhadores imigrantes portugueses. Desde então, formou-se um grupo de leigos, que juntamente com o senhor Padre Emil, começou a trabalhar em várias atividades, como a catequese, os cânticos e os acólitos. A comunidade ia crescendo a um bom ritmo e muito se parecia com a dos primeiros cristãos de que nos fala os Atos dos Apóstolos. Em abril de 1977 recebemos a imagem de Nossa Senhora de Fátima, vinda de Braga e paga pela comunidade, a qual, em maio, serviu para a peregrinação anual dos portugueses do sul da Alemanha que se realizou em Schöntal, perto de Heilbronn.

Nos primeiros anos houve uma estreita relação com a Missão Católica de Estugarda, da qual Sindelfingen fazia parte. Havia um boletim informativo chamado “O Abraço”, onde também eram publicadas as notícias de Sindelfingen. Muitos desses números existem ainda hoje.
Durante todos esses anos houve Primeiras Comunhões e Profissões de Fé com grande número de crianças.
Em 1980 tivemos a ajuda da Irmã Cecília Martins, que durante dezoito anos seguidos, deu uma melhor preparação às crianças, para a comunhão.
Recebemos a visita de vários Bispos portugueses, entre eles recordamos D. António Cunha, Bispo de Vila Real; D. Rafael, Bispo de Bragança; D. Ernesto Gonçalves, Bispo do Algarve e D. Manuel Martins, Bispo de Setúbal.
Recordamos muitos membros da nossa Comunidade que já partiram porque o Senhor os chamou até Si e os quais guardamos com sentimento de saudade.

José da Silva Costa & António Aguiar

Comunidade Portuguesa Nossa Senhora de Fátima de Sindelfingen desde 1975